Let's take a break: Santiago do Chile

Sobrevoando a Cordilheira dos Andes, chegando em Santiago .:. Foto: Ila Ruana

Primeiro Dia

Está pensando em viajar e não sabe pra onde? Está querendo viajar pela América do Sul sem gastar muito? Venha conhecer a capital do Chile!
    Comecei minha viagem no dia 31 de dezembro de 2013, saindo do Rio de Janeiro num voo direto para Santiago. Chegando lá, ainda no aeroporto, T-U-D-O estava fechado, menos os guichês de transporte - colocarei os links que recomendo no fim do post. Bem, pegamos uma minivan rumo ao nosso apartamento, e para nosso desespero no meio do caminho o motorista nos disse que o endereço não existia! Por sorte levei tudo sobre o apartamento impresso e lá tinha o celular do Alejandro - o dono do apart - o motorista ligou para o Alejandro e ele explicou direitinho onde era o apartamento, ufa! Porém nem tudo estava tão perfeito. Como era véspera de ano novo, e nosso apartamento ficava perto de onde seriam os fogos, tivemos que andar cerca de quatro quadras pois todas as ruas estavam fechadas! Andando pudemos constatar duas coisas: as quadras de Santiago eram IMENSAS! e que estava praticamente tudo fechado, o único mercadinho que achamos aberto paramos para comprar algumas coisas.
    Chegamos no apartamento umas 19h da noite, e ainda estava sol! Logo fomos descansar um pouco e avisar a família que aviamos chegado. Um pouco antes da virada, descemos para ver como tudo estava e como era passar o ano novo em Santiago. Para nossa surpresa eles comemoram como a gente passa o carnaval, tirando o fato das fantasias, mas tocam cornetas, jogam aquela espuminha, em qualquer um que passe do lado, usam chapéus, óculos e etc, basicamente igual ao Brasil, tirando o fato de que eles usam qualquer cor de roupa. 
Fogos pela Torre de TV .:. Foto: Ila Ruana
 Gente tava um friozinho básico de uns 15° graus mais ou menos, e geral de vestidinho, blusa sem manga e short/saia, e eu lá toda encasacada!! Outra coisa diferente do nosso, como em Santiago não tem praia, no centro, os fogos saem da Torre de Tv, que é um dos marcos da cidade.
    Os fogos duram uma eternidade, já no final não aguentava mais tantos! E fim do primeiro dia em Santiago.
Lugares e empresas que recomendo: 
Translados Aeroporto - Hotel .:. TRANSVIP
Apartamento .:. CONHEÇA AQUI

Segundo Dia

Cerro Santa Lucía, Santiago .:. Foto: Ila Ruana
    Nosso segundo dia começou na hora do almoço, como não tínhamos nada para tomar de café da manhã, esperamos dar a hora do almoço para sair de casa, enquanto isso vimos o que podíamos fazer e que não estivesse fechado. Saímos para procurar algum lugar para comer e o ÚNICO lugar que estava aberto era o McDonald's, já que não tínhamos opção....
    Depois do comer seguimos para o Cerro Santa Lucía, que ficava ha umas cinco quadras de onde estávamos. Mesmo com a cidade toda fechada e quase ninguém na rua, eu não me senti insegura em nenhum momento, durante esse trajeto não vi nenhum morador de rua, e alguma polícia. O Cerro Santa Lucía fica situado em frente a estação de metrô Santa Lucía, a entrada é grátis e o "parque" é lindo, só tem escada para cacete!!!
Subida do Cerro Santa Lucía .:. Foto: Ila Ruana
    Durante a subida vão aparecendo vários lugares para parada, praças gigantes com vários banquinhos e um sol absurdo. Subindo até o topo do topo do topo, dá pra ter uma vista de toda Santiago e da cordilheira que a cerca, é absurdo de lindo! Pena que perto de Santiago a cordilheira já não estava mais com neve.
Vista do topo do Cerro Santa Lucía .:. Foto: Ila Ruana
    O topo consegue ser alto pra caramba, então eu fiquei um pouco tonta já que não sou muito fã de altura, logo descemos e fomos passear pela cidade vazia. Estranho foi ver a cidade de um jeito e no dia seguinte ela completamente diferente! Até os cachorros nesse dia sumiram e olha que eles são MUITOS, tem vários espalhados por toda a cidade. 
    Com a cidade vazia aproveitamos para ir conhecer o Palácio de la Moneda que é a sede da Presidência do Chile. Demos uma volta, nos perdemos, nos achamos e voltamos para o apartamento ver o mesmo filme de todos os dias - incrivelmente o canal de tv a cabo de lá passava todo dia o mesmo filme - A Origem, com o Leonardo de Caprio.
    E assim termina nosso segundo dia.
Palácio de La Moneda, vazio .:. Foto: Ila Ruana